.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

quarta-feira, 6 de julho de 2016

O nosso próximo é aquele que usa de misericórdia-Helena Serpa

10/07/2016 - XV Domingo do tempo comum – 1ª. leitura – Deuteronômio 30, 10-14 – “A Palavra do Senhor está ao nosso alcance”
Todos nós temos a tendência de não querer “entender” a linguagem de Deus e, achamos difícil viver os mandamentos e preceitos que Ele nos receitou, por causa da nossa limitação humana. Nesta leitura do livro do Deuteronômio, o Senhor fala para nós por meio de Moisés e torna simples os Seus escritos nos dando ciência de que o verdadeiro Mestre fala dentro do nosso coração, por isso não precisamos
complicar nada. Assim, pois, perceberemos que a Palavra está ao nosso alcance e nos é ensinada pelo próprio Espírito Santo. O Espírito nos revela os pensamentos e os anseios do Pai para nós, seus filhos e filhas. Se a palavra está bem ao nosso alcance, na nossa boca e no nosso coração, como nos fala o Senhor, por que não conseguimos cumpri-la? Tudo irá depender do nosso acolhimento a Palavra, sem opor resistência nem barreiras. Por outro lado, precisamos confiar no Senhor sem marcar datas nem horários para que as Suas promessas aconteçam. Queremos todas as soluções de imediato e, na maioria das vezes limitamos o poder de Deus ao nível das nossas medíocres ambições. Deus nos quer dar muito mais do que realmente almejamos, porém, não estamos preparados para receber ainda nem mesmo o que desejamos. Há tempo para tudo. - Você tem dificuldade para entender a Palavra de Deus?- Quando você lê a Bíblia, a quem você pede explicação, ao Espírito Santo ou às suas conveniências/- Você procura colocar em prática os ensinamentos de Deus no seu dia a dia?- Você lê a Palavra como uma história que já foi vivida ou como uma história que você vive hoje?
Salmo 68 – “Humildes, buscai a Deus e alegrai-vos: o vosso coração reviverá!”
O salmista confirma a nossa reflexão anterior. Ser humilde é buscar a Deus sem questionar, confiando unicamente em que o Senhor nunca falha e escuta a nossa oração e nos responde com o Seu amor e o Seu auxílio. A nossa vida é testemunha fiel da assistência do Senhor porque a cada dia o nosso coração revive e torna a bater esperançoso. Nascemos, morremos e renascemos a cada momento porque o Senhor nos reconstrói na medida das nossas necessidades. O fato de buscarmos a Deus já é para nós motivo de alegria, pois estamos no caminho certo.
2ª. leitura – Colossenses 1, 15-20 – “em Jesus, nós reatamos a amizade com o Pai”
Hoje nós aprendemos com São Paulo que Jesus Cristo é a imagem do Deus invisível, o princípio e o fim de todas as coisas criadas. Por causa dele, o Pai criou o céu e a terra, as coisas visíveis e as invisíveis, isto significa que, nós também, fomos criados por meio dele e para ele. O Apóstolo nos afirma que Deus quis habitar em Jesus com toda a sua plenitude a fim de nos reconciliar com Ele. Portanto, se Cristo habita em nós, com toda a certeza também o Pai está conosco e, assim nós voltamos a ter com Ele uma convivência de amor como a que existia no paraíso. Nós sabemos que Adão e Eva tinham intimidade com o Pai e gozavam da Sua assistência e proteção. O pecado os afastou do Paraíso fazendo com que também nos afastássemos da graça santificante, porém em Jesus, nós reatamos a amizade com o Pai e fomos admitidos novamente no Seu reino. A obra de Deus é espiritual e, por isso, precisamos entender que ela acontece dentro de nós, mesmo que não a estejamos vendo com os nossos olhos físicos. É um grande mistério de amor o que acontece dentro de nós quando pela fé, acolhemos Jesus e o seu reino de paz. O reino de Deus é a vivência da Sua misericórdia mesmo que ainda sejamos pecadores. Pensar nisso faz aumentar na nossa alma a esperança da vida eterna desde já.- Você sabia:- que em Jesus Cristo está a sua razão para viver e ser feliz?- que há um mundo espiritual dentro de você aonde você pode se comunicar com o Pai?- que Jesus Cristo veio lhe revelar a face do Pai que é AMOR e MISERICÓRDIA?


Evangelho - Lucas 10, 25-37 – “ o nosso próximo é aquele que usa de misericórdia”
Respondendo a um mestre da lei sobre o que precisaria fazer para receber em herança a vida eterna, Jesus deu-lhe como chave o primeiro mandamento contido na Lei. No entanto, como que querendo colocar Jesus em xeque mate, ele continuou questionando. Aquele homem conhecedor da lei, teve dificuldades para
identificar quem seria o seu próximo, isto é, aquele a quem deveria amar como a si mesmo. Contando a parábola do bom Samaritano Jesus nos dá uma aula a fim de explicar quem é afinal o nosso próximo. Se refletirmos bem, perceberemos que Jesus nos revela que o próximo do homem que caiu nas mãos dos assaltantes foi “aquele que usou de misericórdia para com ele”. Podemos concluir, então, que todo aquele que se aproximar de nós, da nossa miséria, da nossa impotência e usar de misericórdia para conosco será o nosso próximo. E, todas as vezes que, também, nos aproximarmos de alguém, seja quem for ou em que situação esteja, e usarmos com ele de misericórdia, nós também seremos para esta pessoa, o seu próximo. O próximo, a quem devemos amar é, portanto, segundo os ensinamentos de Jesus, todo aquele que se aproxima de nós com misericórdia e compaixão. A misericórdia a que Jesus se refere não é apenas uma “fala”, ou uma expressão sentimental de piedade, ou de “pena”, mas se traduz em atos concretos, em ações de promoção e de restauração. O bom samaritano fez o que podia fazer e não deixou aquele homem abandonado, levou-o a uma pensão e cuidou dele, mas depois seguiu o seu caminho deixando-o aos cuidados de alguém. O amor que devemos ao nosso próximo que usa de misericórdia para conosco tem um sentido de gratidão e de reconhecimento por ser ele um instrumento de Deus, mas nunca de devoção ou de subserviência a ele porque nos ajudou. Somos livres, mesmo quando devemos a nossa vida a quem quer que seja, porém a eles só devemos gratidão porque o amor de Deus se manifestou a nós através de homens e mulheres misericordiosos. - Você costuma cobrar atenção das pessoas a quem você presta ajuda? - Alguém já se aproximou de você e usou de misericórdia?- Como é o seu relacionamento com essa pessoa? Você lhe é grata e percebe que ela é um instrumento de Deus? - Quem você acha que é o seu próximo?

Um comentário:

Anônimo disse...

OBRIGADO SENHOR POR TANTO AMOR PARA COM TODOS NOS,O NOSSO MUNDO TAO CHEIO DE INJUSTIÇAS,MAIS COM MUITOS COM O CORAÇAO CHEIO DE GRATIDAO.QUE UM DIA CAIAMOS NA REAL E AMEMO NOS UMS AOS OUTRO COMO CRISTO NOS TEM ENSINADO.

Postar um comentário