.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

sexta-feira, 8 de julho de 2016

“NÃO PENSEIS QUE EU VIM TRAZER A PAZ...” Olivia Coutinho

 
Dia 11 de Julho de 2016
 
Evangelho de Mt 10,34-11,1
 
O nosso encontro com Jesus é transformador! Diante Dele, todos os nossos projetos pessoais passam a serem  secundários, pois o nosso seguimento a  Jesus, passa a ser prioridade em nossa vida!
A nossa convivência com Jesus, vai  nos torna parecidos com Ele, passamos a ver o irmão que antes não víamos, a partilhar a vida, que pensávamos pertencer somente a nós... 
Essa nossa transformação, vai nos tornando  sinal de contradição frente aqueles que não querem enxergar a verdade que liberta!
O nosso modo diferente de viver, a nossa não aceitação ao que não condiz com o evangelho, desagrada os adversários do projeto de Deus! 
Quando fazemos opção por Jesus, já sabemos dos desafios que encontraremos pela frente, Jesus nunca nos iludiu prometendo-nos  facilidades!
Todo aquele que adere as propostas de Jesus, é criticado, rejeitado, a cruz é inevitável no seu caminho, como foi inevitável no caminho do próprio Jesus!
O evangelho que a liturgia de  hoje coloca diante de nós, nos desperta sobre a importância de colocarmos Jesus como centralidade da nossa vida!
Jesus é o único caminho que nos leva a felicidade plena, Ele é o caminho que nos conduz ao Pai, longe Dele, não há vida!
“Não penseis que eu vim trazer a paz à terra; eu não vim trazer a paz, e sim a espada”! Como Ele mesmo diz, Jesus não veio trazer a paz, Ele veio “incomodar”, ou seja, veio nos desinstalar, nos tirar da nossa comodidade  para nos lançar no meio do mundo, como ovelhas no meio dos lobos! 
“De fato, vim separar o filho de seu pai, a filha de sua mãe, a nora de sua sogra.” Estas palavras de Jesus, a princípio, pode nos parecer de difícil compreensão, mas se aprofundarmos um pouco mais no texto,  vamos entendê-las claramente: Ora, se a espada é aquilo que divide, e Jesus veio trazer a espada, Ele realmente veio dividir, dividir, porque nem todos vão aceitá-Lo.
O testemunho de quem vive em Jesus, incomoda quem não quer mudar de vida, é daí que vão surgindo as divisões, principalmente na família.
A separação na família, a que Jesus se refere, é a consequência de aderir  ou não as suas  propostas, numa  mesma família, há os que vão aceitá-las,  e os que vão rejeitá-la!   É desta separação que Jesus se refere; A proposta de Jesus, é apresentada a todos, mas nem todos irão  aceita-las, portanto, nem todos serão salvos!
A salvação é individual e não coletiva, não é pelo fato de pertencermos a mesma Igreja, o mesmo grupo, a mesma família, que seremos salvos, e sim, pela nossa obediência a Deus no seguimento a Jesus! 
Todos os que aderirem as propostas de Jesus, serão salvos, porque viverão de acordo com  a vontade de Deus! Já, os que optarem pelas propostas do mundo, ficarão de fora, ou seja, numa mesma família, uns serão salvos, outros não. 
Jesus não veio trazer a Paz, pelo contrário, Ele provocou conflitos, incomodou os inimigos da Paz, foi com a sua ressurreição, que Ele abriu o caminho da verdadeira paz, uma paz contrária a paz que o mundo oferece através de armas que tiram vidas!
A paz verdadeira, é fruto da ressurreição de Jesus, é uma paz que foi conquistada com a arma mais poderosa que existe, a arma que gera vida: o amor! Esta paz, todos nós podemos ter, mesmo em meio as turbulências  do mundo, que continua rejeitando o dono da paz que é Jesus!
FIQUE NA PAZ DE JESUS! – Olívia Coutinho
Venha fazer parte do meu grupo de reflexão no Facebook:

2 comentários:

Anônimo disse...

OLÍVIA. Obrigada você já me adiantou para segunda feira, já posso preparar, Deus lhe pague.

Mariano Silveira disse...

DEUS te abençoe.

Postar um comentário