.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

O Espírito Santo continua entre nós-Helena Serpa


9 DE JANEIRO 2020


5ª. FEIRA – SEMANA DA EPIFANIA

Cor branco

1ª. Leitura – 1 Jo 4, 19-5,4

 

 

Leitura da Primeira Carta de São João 4,19 - 5,4
Caríssimos: 19Quanto a nós, amemos Deus porque ele nos amou primeiro. 20Se alguém disser: 'Amo a Deus', mas entretanto odeia o seu irmão, é um mentiroso; pois quem não ama o seu irmão, a quem vê, não poderá amar a Deus, a quem não vê. 21E este é o mandamento que dele recebemos: aquele que ama a Deus, ame também o seu irmão. 5,1Todo o que crê que Jesus é o Cristo, nasceu de Deus, e quem ama aquele que gerou alguém, amará também aquele que dele nasceu. 2Podemos saber que amamos os filhos de Deus, quando amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos.  3Pois isto é amar a Deus: observar os seus mandamentos. E os seus mandamentos não são pesados, 4pois todo o que nasceu de Deus vence o mundo. E esta é a vitória que venceu o mundo: a nossa fé. Palavra do Senhor.

Reflexão – “Pela fé nós venceremos o mundo”
A fé que tenhamos em Jesus Cristo como Filho de Deus é quem nos dará condições para cumprir o mandamento do amor ao próximo.  Todo o que crê que Jesus é o Cristo nasceu de Deus”. Por isso, São João nos afirma que quem nasceu de Deus ama o Filho e ama também o Pai que o gerou. Com a maior facilidade todos nós, afirmamos que amamos a Deus e a Jesus, porém, muitas vezes não podemos dizer o mesmo em relação aos nossos irmãos e irmãs.  Esquecemo-nos de que eles também foram gerados no amor do Pai e do Filho e têm direito ao nosso amor. Nesta carta São João também chama de mentirosos todos aqueles (as) que dizem que amam a Deus a quem não veem e odeiam o irmão (ã), a quem  veem.  Somos criaturas de Deus, todavia, nos tornamos filhos e filhas por meio de Jesus Cristo que veio até nós e assumiu a nossa carne e o nosso jeito de ser inserindo a nossa humanidade no mistério da Trindade. Assim sendo, quando olharmos os nossos irmãos e irmãs, precisamos nos conscientizar de que estamos vendo o próprio Jesus, homem como nós. Se tivermos isto em mente nós teremos mais motivação para amar o nosso próximo como a nós mesmos. Pela fé nós venceremos o mundo, pois, todo aquele que nasceu de Deus e crê em Jesus Cristo vive os mandamentos e é vencedor do mundo. – Você se considera vencedor do mundo? – Você costuma “enxergar” Jesus Cristo no próximo? – Você facilmente diz que ama a Deus? – E, ao seu  próximo, é fácil dizer que ama?

 

Salmo 71 (72), 1-2. 14.15bc. 17 (R. Cf 11)

R. Os reis de toda a terra, hão de adorar-vos, ó Senhor!

1Dai ao Rei vossos poderes, Senhor Deus, *
vossa justiça ao descendente da realeza!
2Com justiça ele governe o vosso povo, *
com eqüidade ele julgue os vossos pobres.R.

14Há de livrá-los da violência e opressão, *
pois vale muito o sangue deles a seus olhos!
15bHão de rezar também por ele sem cessar, *
15cbendizê-lo e honrá-lo cada dia.R.

17Seja bendito o seu nome para sempre! *
E que dure como o sol sua memória!
Todos os povos serão nele abençoados, *
todas as gentes cantarão o seu louvor!R.

Reflexão - O tempo em que estamos vivendo é um tempo de manifestação de Deus ao mundo, por isso, a insistência neste salmo que nos revela a soberania e o poder daquele que veio para libertar todos os povos. Em Jesus todos os povos são abençoados é o propósito de Deus que todas as nações O acolham como Rei e Salvador. 

 

Evangelho – Lc 4, 14-22a


+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 4,14-22a
Naquele tempo: 14Jesus voltou para a Galiléia, com a força do Espírito, e sua fama espalhou-se por toda a redondeza. 15Ele ensinava nas suas sinagogas e todos o elogiavam. 16E veio à cidade de Nazaré, onde se tinha criado. Conforme seu costume, entrou na sinagoga no sábado, e levantou-se para fazer a leitura.
17Deram-lhe o livro do profeta Isaías. Abrindo o livro, Jesus achou a passagem em que está escrito: 18'O Espírito do Senhor está sobre mim, porque ele me consagrou com a unção para anunciar a Boa Nova aos pobres; enviou-me para proclamar a libertação aos cativos e aos cegos a recuperação da vista; para libertar os oprimidos 19e para proclamar um ano da graça do Senhor.' 20Depois fechou o livro, entregou-o ao ajudante, e sentou-se.
Todos os que estavam na sinagoga tinham os olhos fixos nele.
21Então começou a dizer-lhes: 'Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura que acabastes de ouvir.' 22aTodos davam testemunho a seu respeito, admirados com as palavras cheias de encanto que saíam da sua boca. Palavra da Salvação.

Reflexão – “O Espírito Santo continua entre nós ”
Depois de ter sido batizado e tentado no deserto, Jesus voltou para a Galiléia e iniciou a Sua vida pública, cheio do Espírito Santo. Ele teve o cuidado de fundamentar a Sua Missão em conformidade com as Escrituras e pregava tudo o que haviam anunciado os profetas. Assim, Ele assumiu o que estava posto no livro do profeta Isaías e se revestiu da Palavra ali profetizada como alicerce para o Seu ministério. “O Espírito do Senhor está sobre mim, porque ele me consagrou com a unção”. E Depois de decodificar o programa que lhe era proposto Ele completou: “Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura”. Jesus não tinha dúvidas sobre a Sua consagração e tinha consciência do dom poderoso do Espírito Santo sobre si. Às vezes nós podemos imaginar que Jesus se prevalecia da Sua condição divina para desempenhar a Sua missão salvífica. No entanto, como homem, Jesus se firmava na força que recebia do Pai e se apoderava do poder do Espírito Santo de Deus para realizar os prodígios e milagres.  Todavia, a missão de Jesus não terminou quando Ele, subindo aos céus, se tornou invisível para nós. O Espírito Santo continua entre nós e, hoje, a Escritura também se cumpre, quando assumimos o programa da missão que Jesus cumpriu quando esteve aqui na terra. Os pobres, os cativos, os cegos os oprimidos continuam esperando que algum de nós se aposse da unção de Jesus e que cheio do Espírito Santo realize também, prodígios e milagres entre eles. Somos apenas criaturas humanas falhas e impotentes, mas, no poder do Espírito, nós podemos também, fundamentados na Palavra dizer como Jesus: “Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura!” – Você acredita que pode também, hoje, libertar cativos e curar cegos com o poder de Jesus no Espírito Santo? – Você assume como missão e projeto de vida o que as Escrituras predizem?  - Você percebe que o Espírito do Senhor está sobre você?


2 comentários:

Mariano Silveira disse...

DEUS te abençoe e te ilumine. Obrigado p/ reflexão.
Santa Maria, Rio Grande do Sul.

José Maria Nascimento disse...

Obrigado Senhor, Obrigado Helena!!!

Postar um comentário