.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

terça-feira, 24 de outubro de 2017

“EU VIM LANÇAR FOGO SOBRE A TERRA...” - Olivia Coutinho

 
Dia 26 de Outubro de 2017
 
Evangelho de Lc12,49-53
 
Quando fazemos opção por Jesus, já sabemos que vamos encontrar muitos desafios pela frente, opositores, até mesmo na nossa família, porque nem todos vão concordar com o nosso modo diferente de viver, que com certeza, não será o mesmo de antes!
A cruz é inevitável no caminho de quem faz opção por Jesus, quem faz esta escolha, é criticado por aqueles que não fizeram a mesma escolha. Mas uma coisa é certa: nenhuma força contrária consegue obstruir o caminho de quem optou por Jesus.
O evangelho que a liturgia de hoje nos convida a refletir, nos desperta, sobre a importância de mantermos aceso, em nossos corações, o ardor missionário! É o ardor missionário, que incendeia o nosso coração, que nos coloca em movimento,  a incendiar  outros corações!
O texto, a princípio, pode nos parecer de difícil compreensão, mas se meditado com profundidade, não será tão difícil entendê-lo.
“Eu vim lançar fogo sobre a terra...” De fato, Jesus veio lançar fogo sobre a terra, o fogo que arde que queima o nosso coração, sem doer!
Jesus não  veio trazer a paz, Ele veio “incomodar” desinstalar  os  que estavam acomodados,  aquietar corações aflitos,  e inquietar  os corações distantes , enfim, Jesus  veio colocar o povo em movimento!
Para  o povo, já estava tudo definido, de um lado os grandes oprimindo os pequenos, do outro lado os pequenos, cada vez mais fracos, se curvando de seus opressores. Jesus veio reverter este quadro, elevando os pequenos, e  derrubando  os grandes! 
O fogo a  que Jesus se refere,  não é o fogo da pacificação, e sim, o fogo da inquietação, um fogo abrasador  que incomoda os opressores e encoraja os oprimidos. 
“Vós pensais que eu vim trazer a paz sobre aterra?” “Pelo contrário, eu vos digo, vim trazer divisão.” Ao nos trazer a verdade que liberta, Jesus provocou divisões. “... Daqui por diante, numa família de cinco pessoas, três ficarão divididas contra duas e duas contra três; ficarão divididos: o pai contra o filho e o filho contra o pai; a mãe contra a filha e a filha contra a mãe; a sogra contra a nora e a nora contra a sogra.”
Evidentemente, Jesus veio dividir, dividir, porque nem todos  iriam aceitar   a sua proposta. A divisão na família, a que Ele  se refere, é a consequência do aceitar ou não aceitar,  a sua proposta. Numa mesma família, uns vão aceita-la outros não.
A proposta de Jesus é anunciada a todos, mas nem todos a aceitam, portanto, nem todos serão salvos! 
A salvação é individual e não coletiva, não é pelo fato de pertencermos a uma mesma Igreja, a um mesmo grupo, a uma mesma família, que seremos salvos, e sim, pela misericórdia de Deus, concedida  a quem segue os ensinamentos de Jesus
Todos os que aderirem a proposta de Jesus, serão salvos, porque viverão de acordo com a vontade de Deus! Já, os que optarem pelas propostas do mundo, ficarão de fora, ou seja, numa mesma família, uns serão salvos, outros não. 
Jesus não veio trazer a Paz, pelo o contrário, Ele provocou conflitos, incomodou os inimigos da Paz, aqueles que não estavam comprometidos com a vida, que escravizavam o povo. 
O que Jesus nos trouxe mesmo,  foi a arma para conquistarmos a Paz.  Foi o seu amor por nós, manifestado na cruz, que abriu caminho para a verdadeira paz, a paz, que é contrária àquela que o mundo oferece,  através de armas que tiram vidas.
A paz, que é fruto da ressurreição de Jesus, é uma paz conquistada com a arma mais poderosa que existe, uma arma que gera vida, que é o amor! Esta paz, todos nós, podemos ter, ainda que seja, em meio as turbulências do mundo, de um mundo,  que ainda continua rejeitando o dono desta paz.
FIQUE NA PAZ DE JESUS! – Olivia Coutinho
Venha fazer parte do meu grupo de reflexão no Facebook:

Um comentário:

Mariano Silveira disse...

DEUS te abençoe e te ilumine. Obrigado p/ reflexão.
Santa Maria, Rio Grande do Sul.

Postar um comentário