.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 29 de maio de 2017

para muitos Jesus continua sendo a pedra que os construtores deixam de lado-Helena Serpa

05/06/2017 - 2ª-feira - IX Semana Tempo Comum - Tobias 1,3;2,1-8 – “a vivência da caridade é o fundamento das nossas ações.” Com esta mensagem do Livro de Tobias nós podemos aprender a ser solidários (as) e a dar testemunho de que realmente o Espírito Santo de Deus é quem motiva as nossas atitudes. Tobit, o seu pai, era um homem justo que soube incutir no filho os ensinamentos para uma existência em que a vivência da caridade era o fundamento das suas ações. A pedido de seu pai, Tobias saiu à procura de alguém que de todo o coração se lembrasse do Senhor para que viesse participar da refeição em sua casa. No entanto, Tobias só encontrou um “pobre” do seu povo que fora morto e lançado à praça pública. O pai de Tobias não quis nem saber qual a razão do que havia acontecido, deixou de lado o Rua Dom Expedito Lopes nº 1949 – Dionísio Torres – Fortaleza – Ceará - Tel.: 3242.7766 8 COMUNIDADE CATÓLICA MISSIONÁRIA UM NOVO CAMINHO ROTEIRO PARA REFLEXÃO DIÁRIA DA TIA HELENA COM A PALAVRA DA SEMANA que estava a fazer e foi à busca do cadáver para ser enterrado. A atitude de Tobit nos leva a fazer uma reflexão se estamos ou não vivendo indiferentes ao que se passa ao nosso redor. A realidade do mundo de hoje é motivo para que repensemos as nossas atitudes. O Espírito Santo nos questiona e nos argui sobre a qualidade da nossa fé e disposição em seguir Jesus Cristo. A fé sem obras é morta! Muitas vezes estamos vivenciando a nossa religião de um modo muito pessoal e intimista nos deliciando com a manifestação de Deus na nossa vida e não percebemos que tudo quanto Ele nos proporciona precisa ser partilhado com o nosso próximo. Consequentemente, vamo-nos abarrotando com as bênçãos de Deus de um modo egoísta chegando ao ponto de não precisarmos mais nem Dele para caminhar. - A quem nós temos procurado para participar conosco das nossas festas, dos nossos banquetes? – Será que nós também somos capazes de deixar de lado as festas para socorrer algum pobre do povo de Deus? – Será que estamos tão somente nos condoendo com a infelicidade alheia? – O que precisa mudar em nós a partir da nossa vivência familiar? Salmo 111 – “Feliz aquele que respeita o Senhor!” O homem que respeita o Senhor é correto, generoso e compassivo, por isso sua luz brilha nas trevas. O homem caridoso e prestativo resolve seus negócios com justiça. Onde nós estaremos inseridos? 
Evangelho - Marcos 12, 1-12 – “ para muitos Jesus continua sendo a pedra que os construtores deixam de lado” Usando da alegoria da vinha Jesus quis evidenciar aos judeus que Ele fora enviado pelo Pai justamente para dar a eles, povo escolhido, o conhecimento de Deus, do Seu amor e da sua misericórdia, porém eles O rejeitaram. Aconteceu, então, o que a Parábola dizia: “esse é o herdeiro. Vamos matá-lo, e a herança será nossa. Então agarraram o filho, o mataram e o jogaram fora da vinha.” Refletindo sobre esta Palavra nós percebemos que ainda hoje o Filho de Deus, Jesus Cristo é rejeitado e muitos O tratam com indiferença, mesmo aqueles que se dizem cristãos. Jesus continua sendo a pedra que os construtores deixaram de lado. Muitas pessoas mesmo as que estão até dentro da Igreja e frequentam os sacramentos fazem pouco caso dos Seus ensinamentos confundindo as pessoas e interpretando a Sua Palavra de acordo com os interesses próprios e em benefício de cada um. Assim, sendo, pregam e aceitam a teoria do aborto, do homossexualismo, do “não tem faz mal”, tudo é lícito, tudo é permitido, “o que vale é ser feliz”. No entanto, a Escritura também afirma que a pedra rejeitada tornou-se a pedra angular, isto é, a pedra central, a base da construção. Se Jesus é o Centro da nossa vida, então, também a Sua Palavra deve ser o alicerce para a edificação da nossa santidade. Do contrário, nós estaremos agindo igual aos agricultores da vinha e estamos rejeitando a Salvação de Deus para nós. Devemos meditar muito sobre isto: - Será que estamos rejeitando a Jesus com as nossas incoerências de vida? - Jesus veio para todos ou só para os meus? – O que você tem feito com os mensageiros do Senhor na sua vida?– Quem são os agricultores de hoje? – Qual a nossa responsabilidade na vinha do Senhor? – A quem estamos matando? – Você também acha que tudo é relativo?

3 comentários:

Mariano Silveira disse...

DEUS te abençoe e te ilumine. Obrigado p/ reflexão.

joao lessa disse...

NOSSO DEUS E NOSSO PAI PERDAO POR MEUS PECADOS E PELOS PECADOS DO MUNDO;OBRIGADO POR TUDO QUE SOU POR TUDO QUE TENHO,IRMAOS E IRMAS QUE A PAZ ESTEJA COM TODOS AMEM

Anônimo disse...

Eu todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo, Jair Ferreira.

Postar um comentário