.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

AO ASCENDER AO CÉU, JESUS NOS DEIXA UMA IMPORTANTE MISSÃO – Maria de Lourdes Cury Macedo.


Domingo, 28 de maio de 2017.
Evangelho de Mt 28, 16-20.

         Quarenta dias depois da Páscoa a Igreja celebra a Ascensão de Jesus ao céu. O Evangelho de hoje trás as últimas palavras de Jesus ressuscitado e a missão dos apóstolos, “vão e ensinem a todos os povo, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”.
         Suas palavras finais sinalizam que Ele veio para evangelizar todos os povos, é universal sua mensagem, não só para os judeus, bem como sua Igreja fundada sobre Pedro. Todos deverão conhecer a Salvação trazida pelo Senhor Jesus.
         Ainda entre os apóstolos existiam muitas dúvidas sobre a Ressurreição de Jesus, começaram a acreditar só depois de repetidas aparições que Jesus lhes proporcionou. Mas quando o encontram no local marcado, no monte, eles se prostram diante dele em sinal de adoração. Com esse ato reconheciam a realidade da Ressurreição de Jesus e reconheciam também a sua divindade.
         Jesus diz que tem poder, no céu e na terra, Ele fala como Homem de Deus a quem o Pai deu todo o poder, merecido com a sua morte e ressurreição. Jesus fala com autoridade de quem tem todos os poderes, inclusive o de poder de transmitir a eles o seu poder.
         Jesus transmite aos apóstolos os poderes necessários para que cumpram a missão que receberam. É o momento em que recebem a grandiosa missão de propagar o Reino de Deus. Esses mesmos poderes depois os Apóstolos iriam transmitir a seus sucessores.
         Jesus lhes dá a ordem “partam”, com isso dá a entender que ele tem o poder e usa este poder enviando seus discípulos. A missão que recebiam era importante. Eles deveriam ir sem medo, porque quem lhes dava a missão era onipotente e dera provas disso com sua ressurreição.
         Jesus lhes ordena que batizem todos em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Batizar em nome de alguém quer dizer consagrar-lhe, submeter a sua obediência e autoridade. Jesus lembra claramente o mistério da Santíssima Trindade. Jesus recorda, mostra, lembra a unidade da natureza divina. Batizar em nome da Santíssima Trindade significa que somos unidos espiritual e corporalmente a Jesus. Como Jesus está em união íntima e perfeita com o Pai e o Espírito Santo, pelo Batismo somos consagrados à Santíssima Trindade: vivemos sob a autoridade e o poder de Deus e participamos de sua graça. Pelo Batismo os homens se tornam membros da Igreja, Corpo Místico de Cristo e participa dos méritos alcançados por Jesus. O Batismo é o sacramento que nos torna cristãos, isto é, discípulos de Jesus, Filho de Deus.
         Além de Jesus mandar batizar, manda também ensinar. Como Rei e Senhor do universo, Jesus confere aos apóstolos a missão, o dever e o direito de ensinar. Devem ensinar não só os judeus, mas a todos os povos da terra, sem exceção. A mensagem de Jesus é para o mundo todo, para todas as raças e nações. Nenhuma autoridade humana poderá impedir que ensinem. O ensinamento e o batismo conferido pela autoridade e pela virtude divina do Filho e do Espírito Santo fazem com que o ser humano passe a pertencer à Igreja.
         O ensino e o batismo tem que levar a pessoa a viver, praticar tudo que Jesus ensinou. Não basta falar que tem fé e cruzar os braços, Jesus pede mais, a vivência do ensinamento que se torna uma norma de vida. Não basta só acreditar é preciso também observar tudo o que é necessário para se viver conforme a fé.
         Jesus prometeu que ficaria conosco até o fim do mundo. Toda a missão dada por Jesus aos apóstolos e seus sucessores como: ensinar os mistérios da fé, ministrar os sacramentos, publicar e fazer cumprir os preceitos evangélicos, Ele tem autoridade para isso porque é Deus. Para que todos possam fazer fielmente como lhes foi pedido, Jesus promete permanecer com eles de maneira invisível, mas real e eficaz, até o fim dos tempos.
         É assim que caminha a Igreja de Jesus, assistida permanentemente pelo Espírito Santo. É Ele quem guia a Igreja, tornando-a infalível. Da parte de Deus a Igreja é santa, não erra. A presença de Jesus por meio do Espírito Santo será sempre o apoio àqueles que assumirem a missão de levar a mensagem do Evangelho aos irmãos. Com o auxílio de Jesus a Igreja realizará “até o fim do mundo” a missão que lhe foi confiada, pois ela por sua natureza é essencialmente missionária.
         Ser cristão é participar da expansão missionária da Igreja. Todos somos Igreja! Este é o momento de cada um fazer um sério exame de consciência sobre como tem vivido sua vocação missionária. Somos responsáveis pelo crescimento do Reino de Deus. Não se pode admitir um cristão indiferente, apático, tranquilo, acomodado. Temos um mundo para ser evangelizado e Cristo nos envia como Apóstolos, embaixadores do Evangelho.
         Portanto, mãos à obra meus irmãos!!!

         Abraços em Cristo!
         Maria de Lourdes     

         

Um comentário:

Anônimo disse...

Eu todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo, Jair Ferreira.

Postar um comentário