.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

O inimigo não tem mais poder sobre nós!-Helena Serpa



23/05/2017 - 3ª. Feira – VI Semana da Páscoa -  Atos 16,22-34 – “ Ninguém prende o Espírito de Deus!”  
Presos e algemados Paulo e Silas rezavam e cantavam louvores a Deus tão fortemente, que os alicerces da prisão foram sacudidos, todas as portas se abriram e as correntes de todos se soltaram. O carcereiro conseguiu prender no tronco os pés dos dois discípulos, no entanto, não conseguiu fazer o mesmo com o Espírito Santo que os acompanhava.  Com eles nós aprendemos que o louvor também poderá nos libertar na hora em que estivermos passando por dificuldades ou até mesmo quando nos sentirmos presos, algemados e chicoteados pelos açoites da vida. O louvor a Deus é uma ação libertadora que faz com que saiamos de nós mesmos (as), quando estamos presos (as) ao medo, à tristeza, à falta de esperança e de segurança. É na hora da tribulação e da provação que o louvor tem mais poder sobre nós, pois o Espírito Santo é quem faz acontecer o “terremoto” quebrando as correntes que nos prendem.  Na hora dos maiores sofrimentos quando continuamos louvando com paciência e confiando naquele que pode abrir para nós as portas da prisão, temos a oportunidade de atrair as outras pessoas para Jesus. Aceitando a Palavra de Jesus o carcereiro foi batizado junto com todos os seus familiares. Assim também Deus quer converter as famílias por meio do nosso testemunho. A fé em Jesus nos converte e nos faz ser luz para a conversão da nossa família. No relato dos Atos dos Apóstolos o carcereiro passou de carrasco a protetor dos discípulos, dando-nos a entender que até os nossos maiores adversários podem um dia tornarem-se nossos benfeitores, tudo pela força do Espírito Santo. Ninguém prende o Espírito de Deus! - Como você se comporta diante das dificuldades? – Você já se sentiu preso (a), amarrado (a) por algum motivo? – Qual foi a sua reação? – Você já experimentou louvar na hora do sofrimento, da traição, da dificuldade? – Qual foi o entendimento que outras pessoas tiveram disso?
Salmo 137 – “Ó Senhor, me estendeis o vosso braço e me ajudais”
 Louvando na hora das dificuldades nós dizemos como o salmista: “Eu agradeço vosso amor, vossa verdade, porque fizestes muito mais que prometestes, naquele dia em que gritei, vós me escutastes e aumentastes o vigor da minha alma!” O louvor que sai dos nossos lábios é um grito de súplica a Deus que nos atende em todas as nossas necessidades. Deus que nos chamou e nos deu vida nunca deixará a Sua obra em nós inacabada, pois a Sua bondade é para sempre e o Seu amor por cada um de nós é eterno. Quando louvamos a Deus aqui na terra nós estamos nos ajuntando aos anjos do céu no mesmo hino e na mesma adoração.
Evangelho – João 16, 5-11 – “o inimigo não tem mais poder sobre nós!”  

A liturgia desse tempo, nos prepara para o dia de Pentecostes! Por isso, mais uma vez Jesus conscientiza aos Seus discípulos de que embora estivesse voltando para o Pai continuaria fiel ao Seu Projeto de salvação e enviaria Aquele que esclareceria todas as dúvidas, que iria nos defender das armadilhas deste mundo, o Defensor, Advogado, o Espírito Santo de Deus. Eles continuavam sem compreender e ficavam tristes, porque Jesus lhes falava de despedidas e de que iria deixá-los. Isto acontecia por que eles ainda não haviam entendido que Jesus era o Filho de Deus e que viera numa missão inovadora. Hoje, nós já podemos comprovar que o Espírito Santo é quem nos faz enxergar o nosso pecado, é Ele quem nos ensina a viver a justiça e nos livra da mentalidade do mundo julgador que prega a tirania, o interesse próprio e o cobiçar todas as coisas. O Espírito Santo é o Enviado do Pai e do Filho para nos santificar e nos fazer trilhar o caminho para o céu. O Espírito Santo nos faz enxergar as coisas que não estamos “vendo” e fogem do alcance dos nossos olhos físicos, e nos ajuda a não cair no pecado e nas teias do inimigo de Deus o qual já foi julgado e condenado, pois, foi vencido por Jesus.  Precisamos estar convencidos de que o inimigo não tem mais poder sobre nós, mas sim, o Espírito Santo que nos faz pertencer Àquele que é Justo, Jesus Cristo, nosso Senhor. Estamos livres do pecado e da morte, não temos mais parte com o mal e uma grande prova disso é que dentro do nosso coração há esperança de que seremos santos. – Você agora entende porque Jesus teve que voltar para o céu? – Você sente-se órfão (a) de Deus ou já assumiu a força do Espírito Santo? – Você O tem como advogado, conselheiro e defensor?   – Você tem aproveitado a ação do Espírito Santo na sua vida? – O que Ele tem feito você compreender? – Você já reconhece o seu pecado, já sabe o que é a justiça e o julgamento?

3 comentários:

joao lessa disse...

NOSSO DEUS E NOSSO PAI PRDAO POR MEUS PECADOS E PELOS PECADOS DO MUNDO,OBRIGADO POR TUDO QUE SOU POR TUDO QUE TENHO,IRMAOS E IRMAS QUE A PAZ ESTEJA COM TODOS,TENHAMOS A CERTEZA QUE O FUTURO SERA MELHOR AMEM

Mariano Silveira disse...

DEUS te abençoe e te ilumine. Obrigado p/ reflexão.

Anônimo disse...

Eu todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo, Jair Ferreira.

Postar um comentário