.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

sexta-feira, 2 de maio de 2014

O verdadeiro servo de Deus-Helena Colares Serpa

15 DE MAIO - Evangelho - Jo 13,16-20

Atos 13, 13-25 – “ uma palavra de alento ”


O objetivo de Paulo era encorajar o povo desanimado e sem fé que estava reunido para ouvir sobre a lei e os profetas. Tomando a palavra, Ele recordou para eles a sua própria história, isto é a história de Israel. Partindo da sua origem ele relembrou a sua passagem pela escravidão do Egito quando Deus de lá os tirou com braço poderoso, tendo-os, cercado de cuidados no deserto, durante quarenta anos. Discorrendo sobre os reis, desde Saul até Davi, Paulo anunciou o Nome de Jesus Cristo, Aquele que fora prometido por Deus para salvar Israel. Assim, ele mostrou àquele povo que havia um sentido para o seu viver e que ele precisava abraçar a salvação de Jesus, homem segundo o coração de Deus, enviado para fazer a Sua vontade. Falar dos antepassados, reviver a vida é rebuscar em cada coração os acontecimentos passados que nos permitiram encontrar a proteção de Deus que cuida do nosso caminhar. Somos hoje como esse povo sem coragem que passou pelas dificuldades, superou barreiras, mas, às vezes ainda não entendeu o porquê e para que as coisas aconteceram. A consciência da dor, da dificuldade, da luta é bem firme em nós, porém o sabor da vitória e da proteção do Senhor nas horas difíceis é quase imperceptível. Baseando-nos nisto, nós também, precisamos recordar a história da nossa salvação, partindo das nossas origens, do nosso berço até os dias de hoje quando nós já tivemos a experiência com Jesus ressuscitado. Esse exercício nos fará recordar as maravilhas que têm acontecido na nossa vida, os pequenos milagres e, com certeza, servirá para nós como alento, para que possamos mudar o rumo das nossas preocupações. É muito bom que de vez em quando nós façamos uma retrospectiva na nossa existência, até para descobrir também, em que erramos e em que acertamos para que nos sirva de crescimento humano e espiritual. - Faça hoje você também como Paulo: recorde a sua história, desde cedo, desde o berço. Perceba o que melhorou na sua vida, na vida da sua família. – E se ainda não está bom, perceba que você ainda tem o tempo de agora para confiar que tudo irá melhorar! – Você sabia que Deus também escolheu os seus antepassados e escolhe você agora, para ser uma grande nação cristã?

Salmo 88 – “Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor”

O amor de Deus é garantido para sempre na vida daqueles que cantam a Sua verdade. Assim, de geração a geração a graça do Senhor se manifesta e se expande como uma bênção eterna. Se cultivarmos o hábito de dar graças a Deus e de louvá-Lo, com certeza, os nossos descendentes assim também o farão e com eles também sempre estará o braço poderoso do Senhor. Sua verdade e o Seu amor são como uma corrente elétrica que se distribui através dos tempos.

Evangelho – João 13, 16-20 – “o verdadeiro servo de Deus”

Jesus veio nos prescrever a receita para sermos felizes: servir sem pretensão, servir por amor, fazer por amor a Deus, fazer em Nome do Senhor. Depois de lavar os pés dos Seus discípulos Ele falou para todos como é que se comporta um verdadeiro servo de Deus. O servo de Deus não se considera maior do que o seu Senhor, nem o mensageiro de Deus se avalia maior do que Aquele que o enviou. Assim, portanto, Jesus lhes ensinou, que se Ele, o Senhor se abaixou para servi-los, o mesmo eles deveriam fazer para que se cumprisse a vontade do Pai. Com efeito, todo aquele (a) que compreende isto e põe em prática, será feliz! Na maioria das vezes nós procuramos a felicidade buscando ser servidos e agraciados pelos outros. E, quanto mais nós somos servidos (as) mais inoperantes nós ficamos e mais entediados (as) também nos sentimos. Jesus veio nos dar a receita para a felicidade: o serviço desinteressado sem limites e por amor a Deus. Assim fazendo nós estaremos imitando o Mestre e seguindo a Sua orientação para pôr em prática a vontade do Pai. - Você entendeu este ensinamento de Jesus? - Como e onde você acha que tem servido a Deus? – Você sente-se feliz quando presta algum serviço a alguém? – De quem você se considera servo (a)?

Helena Colares Serpa

Um comentário:

José Maria Nascimento disse...

Belíssima reflexão! Obrigado!!!

Postar um comentário