.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

quinta-feira, 2 de junho de 2016

10º Domingo do Tempo Comum-Claretianos

Domingo, 5 de Junho de 2016
Tema: 10º Domingo do Tempo
1 Reis 17,17-24: Eis aqui, vivo, o teu filho.
Salmo 29(30): Eu vos exalto, ó Senhor, pois me livraste, e preservaste minha vida da morte!
Gálatas 1,11-19: Dignou-se revelar-me o seu filho, para que eu o pregasse entre os pagãos.
Lucas 7,11-17: Jovem, eu te ordeno levanta-te!
11No dia seguinte dirigiu-se Jesus a uma cidade chamada Naim. Iam com ele diversos discípulos e muito povo.12Ao chegar perto da porta da cidade, eis que levavam um defunto a ser sepultado, filho único de uma viúva; acompanhava-a muita gente da cidade.13Vendo-a o Senhor, movido de compaixão para com ela, disse-lhe: Não chores!14E aproximando-se, tocou no esquife, e os que o levavam pararam. Disse Jesus: Moço, eu te ordeno, levanta-te.15Sentou-se o que estivera morto e começou a falar, e Jesus entregou-o à sua mãe.16Apoderou-se de todos o temor, e glorificavam a Deus, dizendo: Um grande profeta surgiu entre nós: Deus voltou os olhos para o seu povo.17A notícia deste fato correu por toda a Judéia e por toda a circunvizinhança.
Comentário
A história da viuva de Sarepta e do profeta Elias, segundo a primeira leitura, marcará profundamente a fé de Israel. A generosidade de uma mulher, que partilha da sua pobreza o pouco que tem, comove o profeta Elias e o próprio coração de Deus, a ponto de compensá-la com o presente da vida. Elias, por sua parte, é lembrado como um grande profeta e como vemos, sua missão vai mais além das fronteiras do judaísmo. Muitos acreditavam que João Batista, e inclusive Jesus, era o novo Elias. A história deste milagre nos convidam a confiar profundamente em Deus, pois a confiança traduzida em fé possibilitará sempre o cumprimento das promessas.
O texto de Gálatas adverte que a Boa Nova anunciada por Paulo vem do próprio Jesus. Paulo reconhece seus erros quando foi perseguidor da Igreja cristã primitiva, porém, também agradece o favor de Deus ao revelar a seu filho Jesus para o anúncio do evangelho em meio aos gentios. A missão se abre a novas fronteiras, não há desculpas para continuar fechados e crendo que a salvação é propriedade exclusiva dos judeus. Jesus insiste em abrir o Reino para mais além das fronteiras do judaísmo.
O evangelho de Lucas narra hoje um milagre de ressurreição por parte de Jesus. Naim era, e continua sendo, uma pequena aldeia próxima de Nazaré. Jesus ia com seus discípulos quando cruzam com o enterro do filho único de uma viúva. As viúvas, segundo a tradição bíblica, eram vulneráveis, e mais ainda se não tinham na família um filho varão que lhes garantisse segurança e dignidade. Somente o homem garantia para elas um estatus dentro da sociedade, pois eram consideradas, de alguma maneira, "objetos de propriedade, primeiro do pai e depois do marido. Eram valorizadas especialmente por sua condição de procriadoras.
A viúva de Naim está passando por uma segunda e dura prova, porque a perda de seu filho supunha também a perda da dignidade e consideração na sociedade onde vivia O pranto da viúva é o grito silencioso de uma mulher que sente não somente a perda de seu filho, como também seu destino de vulnerabilidade, exclusão e desigualdade. É o pranto que denuncia o machismo e a discriminação social.
Jesus se comove pela sorte desta mulher, se solidariza, olha para ela e considera sua dor, pede que não chore, aproxima-se do féretro... e ordena ao jovem defuntos que se levante. Finalmente, Jesus coloca o jovem com vida nos braços de sua mãe. Jesus transgride de novo as regras excludentes daquela sociedade, devolvendo a vida e a dignidade à mulher.


Oração
 Ó mistério infinito, a quem cremos presente no processo da vida e na história do cosmos... Faze que sejamos capazes de compreender que a força que tudo sustenta é o amor e que nós mesmo somente alcançaremos a felicidade no amor, quando nos plenificamos com entranhas de misericórdia para com todos nossos irmãos e irmãs sofredores e também para com todos os seres vivos que sofrem. Nós te pedimos, apoiados no exemplo de Jesus, unidos a todos os homens e mulheres que te buscam "pelos inúmeros caminhos". Amém.


Um comentário:

VERIVANOV-FEIRARTI - FATID - IHESS disse...

Quero agradecer a este blog, pois tem me ajudado muito nas celebrações eno meu entendimento sobre o evangelho.

Postar um comentário