.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 20 de junho de 2016

A escolha do nome-Helena Serpa

24/06/2016 – 6ª. Feira -    Nascimento de S. João Batista – 1ª. Leitura -  Isaias 49, 1-6 – “o Senhor tem um plano para cada um de nós”
A Palavra do Senhor é uma lâmpada que ilumina os passos da nossa caminhada aqui na terra e, por isso, devemos tomar posição dentro das diversas circunstâncias que os textos nos apresentam. Todos nós podemos nos inserir no mesmo contexto que o profeta Isaías a fim de refletir sobre o chamado que Deus nos fez antes de nascermos, quando ainda estávamos no ventre da nossa mãe.  Na comemoração da natividade de São João Batista a leitura nos leva a tomar posse desse chamado e meditar sobre como podemos cumprir com a nossa missão a fim de, como Isaias, poder também afirmar:  “o Senhor chamou-me antes de eu nascer, desde o ventre de minha mãe ele tinha na mente o meu nome”.  Ele disse-me: “Tu és o meu servo”.     Dessa forma, será mais compreensível perceber que o Senhor tem um plano para cada um de nós e que, para todos nós há um alicerce único no projeto que Ele idealizou: sermos, Seus servos e Suas servas, cooperadores na construção do Seu reino. Muitas vezes, porém, mesmo tendo acesso e lendo a Sagrada Escritura, nós nos pomos à margem e nos excluímos da Sua mensagem, porque entendemos que o Seu chamado foi para pessoas no passado e isto não é verdade. O nosso chamado aconteceu no nosso Batismo, por isso, cada um de nós que somos batizados (as) em nome de Jesus somos também escolhidos (as) para ser luz das nações e manifestar na terra a glória de Deus. Cada pessoa a quem encontramos é uma nação que precisa conhecer a salvação. E cada um de nós recebeu do Senhor o poder para extirpar e destruir, para construir e plantar, porque é Ele quem nos garante: “Eu te farei luz das nações, para que minha salvação chegue até os confins da terra! ”  Somos, portanto, esses (as) servos (as), escolhidos, preparados e designados pelo Criador a fazer muito mais do que simplesmente existir. Todos nós temos um papel importante na obra de Deus no mundo e os confins da terra significam todos os lugares por onde passamos. – Você consegue se inserir nesse contexto? – Você assumiu o seu papel de servo (a) de Deus? – Você sabia que através das suas ações, do seu testemunho a glória de Deus se manifesta aqui na terra? –   Você tem medo de falar em Nome de Deus?

Salmo 138 – “Eu vos louvo e vos dou graças ó Senhor, porque de modo admirável me formastes!”
Este salmo canta a maravilha que é o homem, tecido por Deus no seio de sua mãe, de quem Ele não se afasta e que percebe todos os seus passos. É o reconhecimento da criatura à ação do Criador que o fez de modo maravilhoso. Quando nós rezamos com este salmo compreendemos a grandeza do amor de Deus por cada um de nós que é infinito e, por isso, nos sentimos cada vez mais protegidos (as) e assistidos (as) por Ele. Assim, temos a certeza de que mesmo que passemos por situações de morte, há Alguém que nos acompanha para nos conservar vivos (as).

2ª. Leitura Atos 13, 22-26 – “o testemunho de João Batista”

Paulo pregava aos judeus uma mensagem de salvação que tinha como fundamento o testemunho de João Batista vindo ao mundo preparar o caminho para Jesus. João pregava um Batismo de conversão a fim de que as pessoas tivessem consciência de que a Salvação estava próxima e consistia em que eles aceitassem a Jesus, que era da descendência de David e fora enviado pelo Pai. Paulo, então se refere às palavras de João Batista que tinha plena consciência do seu papel:  “depois de mim vem aquele do qual nem mereço desamarrar as sandálias”. A nossa missão aqui na terra, como cristãos convictos, é também abrir caminho para que todos conheçam a Jesus e encontrem a salvação e o sentido para suas vidas. Precisamos, pois, estar conscientes de que, pelo fato de estarmos a serviço de Deus, não podemos nos considerar mais importantes nem melhores do que os outros. Assim como João Batista, devemos reconhecer a nossa limitação e reconhecer que tudo o que possuímos e o que realizamos é uma decorrência do poder de Deus agindo em nós.  -  Você também já assumiu a sua missão de precursor (a) de Jesus? -  Você tem aberto caminhos para Jesus entrar no coração de outras pessoas? – Você é um referencial dentro da sua família?   

Evangelho – Lucas 1, 57-66.80 – “ a escolha do nome”

Predestinado, desde a sua concepção, a vir ao mundo para preparar o caminho do Salvador, a chegada de João Batista anuncia ao mundo que a Salvação está próxima e que Deus é o Senhor do tempo e da história. Por isso, quando refletimos sobre este Evangelho percebemos a intervenção direta de Deus na vida de Zacarias e Izabel quando os instruiu e os formou para que Seu plano salvífico se realizasse. Fatos extraordinários aconteceram com eles, que, já idosos experimentaram a grande manifestação do poder do alto.  Entre Isabel e Zacarias havia uma unidade perfeita manifestada quando o nome da criança foi suscitado no coração dos dois, embora houvesse outras sugestões. Assim também acontece conosco. O Senhor também pensa em todos os detalhes para que o Seu plano de Salvação se realize na nossa vida e nos prepara para que possamos acolher o Messias, que já veio para nos salvar e dar vida plena. Assim como designou um nome para João Batista, Deus também idealizou um nome para nós o qual também poderá designar a missão a que somos chamados a desempenhar. O plano de Deus para nós também pode revelar-se no significado do nosso nome e mesmo que não tenhamos conhecimento o Senhor nos motiva, pois Ele sabe de tudo a nosso respeito.  No dia em que nascemos todos ficaram alegres com a nossa chegada, mas somente o Senhor sabia verdadeiramente qual seria a nossa missão aqui na terra.  O nome pelo qual somos evocados é muito importante, pois divulga a nossa identidade como pessoa humana, mas também como filho (a) de Deus batizados em Nome de Jesus.  Todos nós também podemos nos considerar um João Batista, alguém que é muito importante para o reino de Deus! - Você já pensou nisso? - Você sabe o que significa o seu nome? - Pergunte ao Senhor qual é a sua parte no plano Dele?  - Será que você já está vivendo dentro deste plano? - Você tem paz e serenidade em relação a quem você é e faz? - Você tem dúvidas? - Converse com Deus sobre isto!


4 comentários:

José Maria Nascimento disse...

Obrigado!!!

Mariano Silveira disse...

DEUS te abençoe. Obrigado p/ SANTA reflexão

Anônimo disse...

Eu todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentário dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo, Jair Ferreira.

Anônimo disse...

SENHOR QUE SEJAMOS REALMENTE COMO JOAO BATISTA QAUE POSSAMOS LEVAR AOS NOSSOS IRMAOS,QUE VIRA UM HOMEM QUE NAO SEREMOS DIGNOS DE DESAMARRAR AS SUAS SANDALIAS,QUE SEJAMOS SIMPLES AMEM.

Postar um comentário