.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

-O BATISMO DE JESUS-José Salviano

O BATISMO DE JESUS

Domingo dia 15

SEGUNDO DOMINGO DO TEMPO COMUM

Ano A

Primeira leitura Is 49,3-56
Salmo 40
Segunda leitura 1 cor 1,1-3

Evangelho Jo 1,29-34






A maioria das pessoas foram batizadas. Porém, infelizmente, nem todos vivem o seu batismo. Porque muitos seguiram outros caminhos, se desviando dos caminhos de Deus.
Hoje, nós os cristãos, celebramos o dia em que Jesus foi batizado no rio Jordão por João Batista.

O batismo de Jesus marca o início da sua missão, o início da sua vida pública. Também na liturgia da Igreja hoje tem início o tempo comum de cor verde. Verde de esperança de que através da vivência do nosso batismo, mereceremos ser dignos das promessas de Cristo e assim alcançaremos a Vida Eterna.  O Batismo de Jesus marcou o início do seu projeto, e ao chegar o fim da sua missão, Ele envia os apóstolos para continuar o seu trabalho, iniciando-o também pelo batismo. E fez isso após a sua ressurreição. "Ide, pois, fazei que todos os povos se tornem meus discípulos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, e ensinando-as a observar tudo quanto vos ordenei".
            
O nosso Batismo marcou  o nosso ingresso na vida da Igreja, marcou a nossa iniciação cristã, ou seja, pelo batismo passamos a fazer parte da Igreja Católica apostólica Romana. 
            
Hoje em dia, portanto, em todos os ritos latinos e orientais, a iniciação cristã dos adultos começa desde a entrada deles no catecumenato, para atingir seu ponto culminante em uma única celebração dos três sacramentos: Batismo, Confirmação e Eucaristia. Nos ritos orientais a iniciação cristã das crianças começa no Batismo, seguido imediatamente pela Confirmação e pela Eucaristia, ao passo que no rito romano ela prossegue durante os anos de catequese, para terminar mais tarde com a Confirmação e a Eucaristia, ápice de sua iniciação cristã. (Catecismo)
           
E pensar que os políticos também foram batizados! Aqueles que estão presos por fazerem parte do escândalo do chamado "Mensalão"  também receberam a graça do batismo.  Mas será que aquilo é mesmo uma prisão? Dizem os noticiários que é uma prisão suave, muito light... 
           
Do mesmo modo, aqueles que hoje estão no mundo do crime, também foram batizados um dia em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Na verdade, todos ou quase todos foram batizados.  Os que optaram por ganhar dinheiro no mole, os que dão duro para ganhar o seu sustento, outros cujas preferências de vida íntima foge ao ritmo natural do instinto humano os impedindo de viver diante de Deus. 
           
Mas felizmente há aqueles que procuram viver o seu batismo da forma mais acertada possível, seguindo o Evangelho e sendo continuadores da missão de Nosso Senhor Jesus Cristo. Mais a maioria das pessoas desse mundo  ainda estão sendo batizadas.  Mesmo que tenha sido um batismo puramente social, com fotos e seguido de almoço com a família... 
           
Não somos contra tirar fotos para guardar de lembrança o dia do nosso batismo, nem de uma reunião familiar num almoço ... Porém, o que não deve ser esquecido ou deixado de lado, é o significado do nosso batismo, a responsabilidade dos nossos padrinhos, com a salvação dos afilhados, pois o que importa mesmo é viver o nosso batismo. 
           
Mas afinal de contas, o que significa mesmo viver o nosso batismo?  Sabemos que através do Batismo nós passamos a fazer parte da Igreja de Jesus Cristo. No batismo recebemos o Espírito Santo, que faz morada em nós. Também os nossos pecados foram todos perdoados.  É importante ter em mente que depois voltamos a pecar. Pois diariamente pecamos, ofendendo a Deus e ao irmão, por mais santo que sejamos.  Mas Deus nos deixou a Igreja com os seus recursos de salvação para que não nos percamos pelos caminhos das trevas que nos levam ao fogo eterno. 
           
Portanto, viver o nosso batismo é nos empenhar para seguir a Cristo, os seus ensinamentos, ao mesmo tempo que nos dedicamos também a levar a salvação para os nossos irmãos.
           
Outro dia um amigo me perguntou se ele poderia ser batizado em outra religião.  É que tendo começado um namoro com uma moça de outra religião, ela o estava pressionando a ser batizado para poder participar com ela em sua igreja. 
           
Disse ao meu amigo. Meu caro, você já foi batizado!  Um dia você foi batizado na Igreja que é a única fundada por Jesus Cristo. E o seu batismo foi feito em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Portando, não precisa mais ser batizado.  Se você está sendo conduzido a uma mudança de religião, eu considero isso um fato lamentável, pois só há salvação por meio de Cristo... Pessoalmente eu respeito a todas as religiões, e entendo que a nossa salvação depende da graça de Deus. Porém eu sigo aquela religião que foi criada ou fundada por Jesus Cristo, repito. 
            
Jesus foi batizado por João Batista e ungido pelo Pai com o Espírito Santo como Messias de Israel: “Este é o meu Filho amado, no qual eu pus o meu bem-querer!” (Mt. 3,17).  O entrar e sair da água significava o começo de uma vida nova. Na água eram sepultados os pecados do passado e o subir das águas do rio significava o começo de nova vida como discípulo do Batista.
             
Hoje, o significado do nosso batismo, é que somos sacramentalmente assimilados a Jesus, o qual antecipa em seu Batismo a sua Morte e a sua Ressurreição. Nós entramos neste mistério de rebaixamento humilde ao descer à água com Jesus para subir novamente com Ele. Assim no batismo renascemos da água e do Espírito para unirmos ao filho bem-amado do Pai e "viver uma vida nova". Sepultemo-nos com Cristo pelo Batismo, para ressuscitar com Ele; desçamos com Ele, para ser elevados com Ele; subamos novamente com Ele, para ser glorificados nele.
           
Porém, antes que isso aconteça, precisamos passar por muitas tribulações para entrarmos no Reino de Deus.  É por isso que viver o nosso batismo não é brincadeira.  Pois precisamos passar diariamente pela porta estreita do sacrifício, da negação de nós mesmos, combatendo os nossos defeitos e suportando os defeitos do nosso irmão, e acima de tudo fazendo a vontade do Pai.  Só assim mereceremos um dia a glorificação prometida por Jesus.
           
No dia da transfiguração de Jesus, a qual foi uma pequena amostra da sua glória futura e também nossa, Pedro demonstrou que ainda não tinha compreendido nada disso,  quando falou a Jesus que seria muito bom armar tendas ali mesmo e ficar desfrutando daqueles momentos mágicos para sempre, vivendo com Cristo sobre a montanha.  Porém Jesus reservou essa maravilha a Pedro, para depois da sua morte. Mas enquanto a morte não chegava, Ele mesmo disse: Desce para sofrer na terra, para servir na terra, para ser desprezado, crucificado na terra. A Vida desce para fazer-se matar; o Pão desce para ter fome; o Caminho desce para cansar-se da caminhada; a Fonte desce para ter sede; e tu recusas Sofrer?
           
Temos por hábito viver reclamando dos nossos sofrimentos. Se pararmos um minuto para pensar o quanto Jesus sofreu sem ter feito nada de errado, sofreu inocentemente sem nada reclamar, oferecendo-se ao Pai pelos nossos pecados, poderemos chegar ao bom senso de que o nosso sofrimento  é nada comparando com o sofrimento e Jesus.
           
Meu irmão, minha irmã. Faça hoje uma revisão da sua vida, avaliando o como você tem vivido o seu batismo.  Reflita, pense. Esta vida é curta. Esta vida um dia termina. Mude hoje a sua vida para que um dia você mereça alcançar a vida que dura para sempre na glória de Deus Pai! Amém.
Um bom domingo.

José Salviano.


2 comentários:

José Efigênio Pinto disse...

José Salviano; Bela reflexão: no meu modo de pensar todo CRISTÃO CATÓLICO, DEVERIA DECORA-LA ou CARREGAR UMA CÓPIA para na hora da duvida mostrar para esses vira-folha o que é uma religião. A você um grande abraço, e que DEUS te dê muita saúde.

Vinicius 120lecoleco disse...

Eu adorei a lição do nosso grande biblista José Salviano, parabéns pelo ensinamento sobre o sacramento do Batismo isto me interessa muito pois sou membro da pastoral do batismo em uma paróquia. Eu diria como resposta ao católico que deseja uni-se à uma pessoa de outra denominação religiosa, se eu fui admitido na igreja fundada por Jesus que assinou a sua criação com o seu sangue derramado na cruz, que motivo eu tenho para migrar para uma igreja que ninguém fez sacrifício nenhum por mim?- Não obrigado, venha comigo e então seremos felizes.

Postar um comentário