.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Jesus cura o homem da mão seca num sábado - José Salviano


09 de Setembro
Lc 6,6-11

Jesus entra no templo e logo percebe um irmão excluído pelo defeito que tinha em uma das mãos. Sentado no chão, com vergonha e com pena de si, o pobre homem tentava se conformar com a cruz que tinha de carregar.
        Era dia de sábado, e segundo a lei não era permitido fazer absolutamente nada.      
         Estavam presentes os lideres judaicos, escribas e fariseus, que se julgavam os puros observadores da lei de Israel, a observar se Jesus teria coragem de curar aquele homem em pleno dia de sábado. Eles não disseram nada. Somente estavam observando, mas Jesus percebeu os seus pensamentos e sem nenhum temor, pede ao aleijado que se levante. Todos de olhos nos dois, principalmente os escribas e fariseus. E Jesus então pergunta aos presentes, especialmente aos seus adversários:
 "Eu pergunto a vocês: o que é que a nossa Lei diz sobre o sábado? O que é permitido fazer nesse dia: o bem ou o mal? Salvar alguém da morte ou deixar morrer?"
Em seguida, Jesus cura, aquele homem libertando-o daquele defeito que o marginalizava, que o humilhava.
        Os lideres judaicos, furiosos, trocam entre si opiniões, sobre  como eliminar Jesus, que segundo eles, estava desrespeitando a Lei.                                         
         Ao contestar a observância religiosa do repouso sabático, imposta pela Lei de Israel, Jesus mostra que o mais importante, é salvar a vida, é fazer o bem, e não observar cegamente um preceito religioso por observar. Este foi um dos quatro gestos de Jesus que Ele agride a ordem legal defendida pelos mandatários local. Jesus não se intimida e, ostensivamente, toma a iniciativa provocadora de passar por cima daquele preceito religioso e libertar aquele pobre homem do seu motivo de humilhação social. Enquanto que os seus oponentes, que se julgavam tão santos, tramam a morte de Jesus.


Sal

3 comentários:

Unknown disse...

Goste1i muito dessa humelia.

LUCIANA MONTEIRO disse...

Que interessante está passagem. Bíblica obrigada pela informação não para trabalhar contra aqueles que acreditam no sábado como dia santo mas para obter informações e conhecimentos de pessoas ignorantes e que não respeitam opiniões alheias .🙏🏿

jineton duarte da suilva duarte da silva disse...

A questão não é de opinião,mas sim a verdade que Jesus trouxe nessa passagem maravilhosa onde ele mostra a verdadeira vontade de Deus

Postar um comentário