.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

terça-feira, 28 de março de 2017

- O que o Pai faz, o Filho o faz também-José Salviano.

29 de Março de 2017
Cor: Roxo
Evangelho - Jo 5,17-30

- O que o Pai faz, o Filho o faz também-José Salviano.

Assim como o Pai ressuscita os mortos e lhes dá a vida,
o Filho também dá a vida a quem ele quer.

Naquele tempo:
17Jesus respondeu aos judeus:
'Meu Pai trabalha sempre,
portanto também eu trabalho'.
18Então, os judeus ainda mais procuravam matá-lo,
porque, além de violar o sábado,
chamava Deus o seu Pai,
fazendo-se, assim, igual a Deus.
19Tomando a palavra, Jesus disse aos judeus:
'Em verdade, em verdade vos digo,
o Filho não pode fazer nada por si mesmo;
ele faz apenas o que vê o Pai fazer.
O que o Pai faz,
o Filho o faz também.
20O Pai ama o Filho
e lhe mostra tudo o que ele mesmo faz.
E lhe mostrará obras maiores ainda,
de modo que ficareis admirados.
21Assim como o Pai ressuscita os mortos e lhes dá a vida,
o Filho também dá a vida a quem ele quer.
22De fato, o Pai não julga ninguém,
mas ele deu ao Filho o poder de julgar,
23para que todos honrem o Filho,
assim como honram o Pai.
Quem não honra o Filho,
também não honra o Pai que o enviou.
24Em verdade, em verdade vos digo,
quem ouve a minha palavra
e crê naquele que me enviou,
possui a vida eterna.
Não será condenado,
pois já passou da morte para a vida.
25Em verdade, em verdade, eu vos digo:
está chegando a hora, e já chegou,
em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus
e os que a ouvirem, viverão.
26Porque, assim como o Pai possui a vida em si mesmo,
do mesmo modo concedeu ao Filho
possuir a vida em si mesmo.
27Além disso, deu-lhe o poder de julgar,
pois ele é o Filho do Homem.
28Não fiqueis admirados com isso,
porque vai chegar a hora,
em que todos os que estão nos túmulos
ouvirão a voz do Filho e sairão:
29aqueles que fizeram o bem,
ressuscitarão para a vida;
e aqueles que praticaram o mal, para a condenação.
30Eu não posso fazer nada por mim mesmo.
Eu julgo conforme o que escuto,
e meu julgamento é justo,
porque não procuro fazer a minha vontade,
mas a vontade daquele que me enviou.
Palavra da Salvação.(CNBB)

Jesus disse que “o Filho não pode fazer nada por si mesmo; ele faz apenas o que vê o Pai fazer”.
Ao dizer isso, Jesus está se referindo a sua pessoa, porém, baseando-se no que acontece conosco.  Enquanto somos criança, nós copiamos o comportamento daquelas pessoas que nos rodeiam, principalmente o comportamento dos nossos pais. O filho imita o pai, enquanto a filha imita a mãe.
Aquele filho que perdeu a companhia do pai, sofre um dano muito grande, pois acabam sendo influenciado pelo comportamento feminino, o que a psicologia chamou de FIXAÇÃO MATERNA.
Do mesmo modo, a menina, que perdeu a mãe, acaba sofrendo a influência do comportamento masculino do pai.
A influência dos pais na formação da personalidade dos filhos é muito importante.  Porém, não basta ser pai, ser mãe, mas sim, SER PAI E MÃE PRESENTES. Sempre ali, do lado deles, ensinando-os a rezar, falando a eles do Pai do Céu, vivendo o amor conjugal para que eles cresçam seguros, firmes sem nenhuma revolta em suas mentes, acompanhando o seu crescimento, e nunca se ausentando nas horas em que eles mais precisam da presença dos pais.
Presados pais. Façam isso enquanto é tempo, mas cuidado com a superproteção. Façam isso enquanto seus filhos não cheguem a idade da adolescência, na qual eles passarão a copiar o modo de ser dos outros adolescentes, colegas, amigos ou não. Eles observam como os demais agem, e fazem o mesmo.  Porém, se em suas mentes estiver enraizado o bom modo de ser dos seus pais, eles poderão até imitar os colegas mesmo de leve, mas na idade adulta voltarão a ser, ou viver como os pais lhes mostraram. Com honestidade, com respeito aos mais velhos, com fé e devoção, etc.
Neste Evangelho aprendemos que Jesus fazia tudo o que o Pai faz, por que Ele e o Pai são um. ”Eu e o Pai somos um”.  Porque Jesus é consubstancial ao Pai, Jesus é Deus, como o demonstrou pelos seus muitos milagres.
Porém, um poder muito importante, lhe foi delegado pelo Pai. O poder de nos julgar e perdoar. De fato, o Pai não julga ninguém, mas ele deu ao Filho o poder de julgar, para que todos honrem o Filho, assim como honram o Pai.
E isso aconteceu, porque o Filho viveu a natureza humana, sofrendo de tudo o que sofremos, calor, fome, cansaço, dor, tentação... E desse modo, Jesus assim como nós, sentiu na pele o quanto é difícil viver a santidade. Ele venceu o diabo, e nos deu forças para também o vencer.
Jesus, no seu lado humano, era como nós. Com um detalhe: Jesus não viveu o pecado!

Tenha um bom dia. José Salviano.

Um comentário:

Anônimo disse...

Eu todos os dias faço a leitura do dia e complemento com os comentários dessa equipe para complementar meus ensinamento e por em prática muito obrigado, que o Senhor Deus continue derramando benção a todos na Paz de Cristo, Jair Ferreira.

Postar um comentário