.

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS - RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

sexta-feira, 8 de março de 2013

O problema não é o que entra pela boca, mas sim o que sai dela - Alexandre Soledade




Bom dia!
Certa vez Jesus disse que o problema não é o que entra pela boca, mas sim o que sai dela, mas, em meu pensamento, estendo esse entendimento às nossas ações: Não importam as horas depositadas em preces ou o tempo aplicado em louvores se não consigo transformar as minhas palavras em ações. Tais ações revelam “pra fora” o quanto a mensagem me muda por dentro.
“(…) Este povo somente me honra com os lábios; seu coração, porém, está longe de mim. Vão é o culto que me prestam, porque ensinam preceitos que só vêm dos homens (Is 29,13). Depois, reuniu os assistentes e disse-lhes: Ouvi e compreendei. Não é aquilo que entra pela boca que mancha o homem, mas aquilo que sai dele. Eis o que mancha o homem”. (Mateus 15, 8-11)
Mas que esse prefácio tem haver com o evangelho de hoje? Releia
“(…) Devemos amar a Deus com todo o nosso coração, com toda a nossa mente e com todas as nossas forças e também DEVEMOS AMAR OS OUTROS como amamos a nós mesmos. Pois é melhor obedecer a estes dois mandamentos DO QUE TRAZER ANIMAIS PARA SEREM QUEIMADOS NO ALTAR E OFERECER OUTROS SACRIFÍCIOS a Deus”.
Quem prega a Palavra, consegue segui-la fora da igreja ou pelo menos se esforçar para isso? Aquele (a) que conduz louvores a Deus na comunidade consegue ser o mesmo no trabalho, na faculdade, na escola, em meio aos amigos? O servo, o catequista, o ministro, o padre (…) se esforçam “com todo o coração, com toda a alma, com toda a mente e com todas as forças” para implantar o reino de Deus em sua vida?
Veja a reflexão proposta pela CNBB em seu site:
“(…) Muitas pessoas acham que para serem salvas, é suficiente cumprir todas as suas obrigações de ordem religiosa como a participação nas celebrações e atos devocionais. O escriba do Evangelho de hoje afirma que amar a Deus e ao próximo é melhor do que as práticas religiosas, no caso os holocaustos e os sacrifícios, e Jesus confirma isso ao afirmar que ele não está longe do reino de Deus. A NOSSA VIDA RELIGIOSA SÓ TEM SENTIDO ENQUANTO É UM REFLEXO DO AMOR VIVIDO CONCRETAMENTE, OU SEJA, ENQUANTO É MANIFESTAÇÃO DA NOSSA SOLIDARIEDADE. Caso contrário, a religião se reduz a práticas mágicas, bruxarias, rituais vazios, que nada acrescentam a ninguém e não nos aproxima de Deus”
A quaresma é um tempo propício para essas reflexões. Sei que são fortes, mas devemos fazê-las. Não dá mais pra ver a quaresma como apenas a retirada de um alimento de minha vida se de fato o que deve sair não nos esforçamos verdadeiramente em retirá-lo?
Nossa fala deve acompanhar nossa mudança! Não da pra ter uma um linda oratória, mas por dentro ainda ser “pão bolorento”.
Devemos nos esforçar ainda mais em busca do amor e só assim conseguir abandonar o rancor, a raiva, a inveja, a preguiça, o ódio, a intolerância, o preconceito, (…). Creio eu que todo aquele que de fato se esforçar em busca da mudança será recompensado com o paraíso, pois creio eu, que para os que se empenham, ele não esta longe “(…) Jesus viu que o mestre da Lei tinha respondido com sabedoria e disse: – VOCÊ NÃO ESTÁ LONGE DO REINO DE DEUS”.
Por fim, reflitamos o último versículo da primeira leitura de hoje
“(…) Compreenda estas palavras o homem sábio, reflita sobre elas o bom entendedor! São retos os caminhos do Senhor e, por eles, andarão os justos, enquanto os maus ali tropeçam e caem“. (Oseías 14,10)
Um imenso abraço fraterno!



Nenhum comentário:

Postar um comentário